Sidney Prado Maio 20, 2020

Seminário Maior São João Paulo II celebra centenário do nascimento de seu patrono

Seminário Maior São João Paulo II celebra centenário do nascimento de seu patrono

Com informações do Seminarista Cristiano Henrique Tamborlin | Foto: Mateus Lima

 

Nesta segunda-feira, 18 de maio, o Seminário Maior São João Paulo II celebrou os 100 anos do nascimento de seu patrono, São João Paulo II, com a Celebração Eucarística presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Paulo Cezar Costa.

São João Paulo II, que dá nome ao Seminário de Filosofia, em nossa diocese, nasceu em Wadowice, na Polônia e foi eleito Papa em 16 de outubro de outubro de 1978, com apenas 58 anos e teve o terceiro pontificado mais longo da história: 26 anos e seis meses. Faleceu no dia 2 de abril de 2005 e foi canonizado em 27 de abril de 2014.

Em sua homilia, Dom Paulo Cezar ressaltou a importância do Espírito Santo, o Paráclito, prometido por Jesus, na vida da Igreja, tanto na Igreja nascente, quanto na Igreja de hoje. O Espírito Santo é aquele que dá testemunho de Jesus, aquele que revela a verdade de Jesus, o consolador, o defensor é o dinamismo da vida da Igreja, o que dinamiza nossa fé e nosso testemunho ao mundo.

Ao falar sobre as perseguições sofridas pela Igreja, desde o início da pregação do Evangelho, até os dias de hoje, ressalta a figura de São Paulo e dos evangelizadores, que testemunham a pessoa de Jesus com sua pregação e sua vida, por meio da missão, inspirados pelo Espírito Santo. Afirmou que nós, através da ação do Espírito, somos testemunhas de Jesus Cristo, e quem dá o testemunho é aquele que proclama Jesus Cristo com a vida e com as palavras.

Segundo Dom Paulo, foi isso que fez São João Paulo II, um homem que desgastou sua vida por amor à Jesus Cristo e por amor à Igreja: ” São João Paulo II foi um grande missionário, um homem que não viu fronteiras em sua missão, um homem de profunda oração e profunda intimidade com o Senhor”, enfatizou.

Por fim, lembrou que ele é um grande papa e um grande santo, exemplo para nós hoje: ” Somos chamados, a seu exemplo, a buscarmos a santidade, a viver de Jesus Cristo, deixando-se moldar por Jesus Cristo, testemunhando Jesus Cristo com beleza, por meio da ação do Espírito Santo, com a vida e as palavras, onde o amor pelo Evangelho e o testemunho arde em nosso coração, a ponto de desgastarmos nossa vida, nas pequenas e grandes coisas”, concluiu o Bispo Diocesano.

Copyright ©2018. Todos os direitos reservados.