Pastoral da Criança lança campanha contra violência infantil

0
219

Por Sidney Prado – Assessoria de Comunicação da Diocese de São Carlos

Com informações da Pastoral da Criança

A Pastoral da Criança lançou, na manhã desta sexta-feira, 6, a Campanha “Zero Violência, 100% Ternura”. A campanha já havia sido lançada no Canadá, em Quito, El Salvador e Venezuela, e tem como objetivo despertar pais, cuidadores, escolas, igreja e sociedade para a redução da violência contra a criança.

O lançamento da Campanha aconteceu em Curitiba, juntamente com o anúncio da nova exposição do Museu da Vida, denominada “Pastoral da Criança em Ação”.

A iniciativa da Campanha é do programa continental formado por outros órgãos, como o Departamento de Justiça e Solidariedade do Conselho Episcopal Latino-Americano (Dejusol/Celam) e a World Vision, denominado “Centralidad de la Niñez”, em parceria com a Caritas América Latina e Caribe e a Associação Latinoamericana de Educação Radiofônica (ALER)

O coordenador internacional da Pastoral da Criança, Dr. Nelson Arns Neumann, explica que a campanha terá duração de três anos e pretende atingir ao todo 17 países da América Latina e do Caribe.

“Nosso objetivo é eliminar o flagelo da violência, cujos números oficiais mostram que um em cada cinco homicídios na América Latina e no Caribe tira a vida de uma criança. A iniciativa pretende promover também a eliminação de outras formas de violência contra os menores, incluindo o trabalho infantil forçado, abuso sexual e castigo físico e humilhante na família”.

Dr. Nelson reforça que é dentro de casa que começa este cuidado, e que familiares e vizinhos devem ajudar os que tem dificuldade. “Criar com ternura, cuidar com ternura, implica construir, primeiro, uma relação de amor e respeito com a criança. Essa construção deve ser feita de forma firme, mas sem violência. A sociedade como um todo tem o dever de proteger a criança e promover um espaço saudável para que ela possa se desenvolver de forma saudável e feliz. Mas o mais importante: cada família deveria ajudar seus vizinhos que têm dificuldade”.

O médico lembra que a pior de todas as violências ainda é a pobreza, pois reforça os outros tipos de violência e é algo com o que as pessoas têm que conviver todos os dias. Para ele, o fortalecimento das famílias é uma forma de contribuir para o fim dessa violência e, nesse sentido, a Igreja pode ajudar.

“A Pastoral da Criança defende que o principal caminho para acabar com a violência é o fortalecimento das famílias. Não apenas em relação ao acesso à informação sobre os cuidados com a criança, mas também seu empoderamento através de redes de famílias e comunidades que não somente exigem do Estado mas, principalmente, fazem o que está ao seu alcance.”

Cada cidadão é convidado a participar da Campanha, a ser um promotor da ternura com a criança e a cultivar relações de ternura.

A Campanha “Zero Violência, 100% Ternura” se inicia hoje e vai até 2019, e contará com uma programação variada, com oficinas sobre criação com ternura com os pais, comunicadores, líderes religiosos, a coleta de 3 milhões de assinaturas pelo pacto de ternura, além de uma caminhada, “Pegadas da ternura”, e divulgação nos meios de comunicação de todos os países do continente.

Foto: Cesar Kayser – Pascom Curitiba

Confira algumas das reportagens feitas sobre o evento:

SBT Paraná:
06.10-SBT.png

RIC TV Paraná:
06.10-RIC.png

TV Evangelizar:
06.10-Evangelizar.png

Band Paraná:
06.10-Band.png

Deixe uma resposta