Paróquia Santo Antônio em São Carlos vai celebrar Jubileu de Brilhante

0
665
Divulgação

Por Assessoria de Comunicação e Imprensa da Diocese de São Carlos

A Paróquia Santo Antônio de Pádua, em São Carlos, está celebrando 75 anos de existência. Considerada o cartão postal do bairro Vila Prado, a comunidade vai celebrar no dia 03 de fevereiro o Jubileu de Brilhante em comemoração à criação desta comunidade paroquial.

A Celebração Eucarística em Ação de Graças será presidida pelo nosso Bispo Diocesano, Dom Paulo Cezar Costa, a partir das 19h.

Conheça um pouco da História do Cartão Postal da Vila Prado

A paróquia foi criada pelo decreto de Dom Gastão Liberal Pinto, em 06 de fevereiro de 1943, e foi tombada em 2009 pelo Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Ambiental de São Carlos (COMDEPHAA). A Paróquia Santo Antônio de Pádua, na Vila Prado, foi o primeiro patrimônio histórico-cultural de São Carlos.

Confira a resolução do Tombamento da Igreja Santo Antônio de Pádua em São Carlos

Inicialmente a igreja, em estilo barroco, funcionou em uma pequena casa na avenida Dr. Teixeira de Barros (Larga) esquina com a rua Ananias Evangelista de Toledo (Travessa 4) e, por grande contingente de fiéis e esforços do Padre Roque Pinto de Barros, em 1943, a capela foi elevada a dignidade de Paróquia e iniciou-se a construção do templo em terreno doado por Saba e Nicolau Sallum, industriais do bairro, com projeto elaborado por Durval Duarte, engenheiro da Companhia Paulista de Estradas de Ferro, onde permanece até hoje.

A região possuía poucas casas, mas a vontade do povo em ajudar a construir a matriz era grande. Para isso, faziam quermesses e eventos para angariar fundos, além de conseguirem doações expressivas como da imagem do santo que batiza a paróquia, doada por uma família, e da porta entalhada por Nelson Bagnato.

O novo templo foi inaugurado em 1949, com paredes nuas, teto por terminar e torre pela metade. Em 1953 chega à paróquia o recém-ordenado Padre Washington José Pêra, figura importantíssima no desenvolvimento da igreja e daquela comunidade, que dois anos depois toma posse como cônego, onde fica até sua morte em 1986. Ao longo dos anos a igreja foi recebendo doações e melhorias e em 1962 o altar-mor foi projetado pelo artista austríaco Karl Unterberg, que também pintou e decorou a igreja, junto com seu pai, que fez as imagens de madeira e os azulejos dos lambris de madeira.

Em 2003 Padre Márcio Gaido assumiu a paróquia, e conta que os fiéis da época contribuíram para o alicerce da igreja, trazendo pedras nas mãos, no que ficou conhecida como Procissão das Pedras.

Padre Márcio, tinha o desejo de restaurar o local, mas somente em 2008, após reuniões com vários grupos da igreja, é que a ideia foi passada para o bispo e a comunidade. Angariando fundos com a própria comunidade e com a Prefeitura, em 2010 é que começaram efetivamente as obras. Já foram restauradas seis telas , em fevereiro de 2018 reiniciara as obras de restauração do lambril de frente do altar.

A porta permanece a mesma há mais de 50 anos, mas ainda desperta admiração. “Mesmo quem é do bairro às vezes para e admira. Quem não conhece a igreja ou a cidade, admira não só o trabalho de entalhe da porta, mas também a arquitetura como um todo”, destaca.

“A igreja Santo Antônio, além de uma referência para a comunidade da Vila Prado, é um patrimônio histórico-cultural de São Carlos”, enfatiza o pároco Padre Marcio Gaido que está à frente desta comunidade paroquial a mais de 15 anos.

A paróquia também conta com os trabalhos sacerdotais do Vigário Paroquial Padre Marco Aurélio Peira Ruffino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here