Papa Francisco apoia coleta para a Igreja na América Latina

0
618

“Um sinal extraordinário de comunhão e solidariedade.” Com estas palavras o Papa Francisco definiu a coleta para a Igreja na América Latina, promovida pela Conferência Episcopal dos Estados Unidos.

Por ocasião do 50º aniversário de instituição da coleta, o Pontífice manifestou sua gratidão e apreço com uma mensagem enviada ao Arcebispo de Louisville, Joseph Edward Kurtz, presidente da Conferência Episcopal dos Estados Unidos.

“Vi o bem que a generosidade constate dos fiéis estadunidenses realizou em todo o mundo, sobretudo na América Latina. Através de sua ajuda, muitas vidas foram tocadas pela Boa Nova do amor misericordioso de Cristo, especialmente os pobres”, frisa o Papa no documento enviado recentemente aos bispos estadunidenses.

Segundo o jornal da Santa Sé, L’Osservatore Romano, Francisco recorda que “a coleta para a Igreja na América Latina tomou forma e cresceu como meio eloquente para expressar os vínculos da fé e caridade que unem os católicos nos Estados Unidos e seus irmãos latino-americanos”.

Depois de cinquenta anos, “a coleta permanece um meio precioso de apoio nos esforços das Igrejas locais na América Latina e Caribe para proclamar o Evangelho e formar discípulos missionários cheios de zelo pela difusão da justiça, santidade e paz”.

Nessa perspectiva, o Papa sublinha que desde os Andes ao Caribe, o compromisso pastoral da Igreja contou não somente com as ofertas dos fieis estadunidenses, mas também “com o sentido crescente de comunhão que nasceu da partilha de dons”.

“Momentos significativos na vida da Igreja na América Latina e no Caribe, como a Conferência de Medellín e a Conferência de Aparecida, foram acompanhados pelas orações e presença encorajadora da comunhão católica nos Estados Unidos”, afirma Francisco. O Santo Padre deseja que a ajuda do episcopado estadunidense na coleta continue dando frutos para a vida espiritual e o testemunho do Evangelho.

Doação

Durante a Plenária dos Bispos estadunidenses, em Baltimore, aberta na segunda-feira, 16, o Bispo auxiliar de Seattle, Dom Eusebio L. Elizondo, presidente da subcomissão para a Igreja na América Latina, anunciou uma doação de três milhões e trezentos mil dólares para as atividades pastorais, que estarão disponíveis a partir de janeiro de 2016.

Durante a assembleia foi aprovado um documento que condena a indústria da pornografia. Dom Kurtz convidou os confrades a serem pastores presentes, acolhedores e com desejo de caminhar com as pessoas, seguindo o modelo indicado pelo Papa Francisco durante sua recente viagem apostólica aos Estados Unidos.

Nesse sentido, “os bispos devem buscar uma presença na arena pública sempre em busca do bem comum, permitindo a fé de agir, nunca impondo, mas sempre convidando e servindo”, concluiu o arcebispo.

Deixe uma resposta