Padre Luiz Botelho é o novo Diretor Espiritual da SSVP da Diocese de São Carlos

0
2634

 

Por Sidney Prado – Assessoria de Imprensa 

O Conselho Metropolitano de São Carlos da SSVP (Sociedade São Vicente de Paulo) celebrou em tom festivo neste domingo, dia 12, a Missa realizada por Dom Paulo Cesar Costa, na Paróquia Nossa Senhora Aparecida em ocasião da posse do novo Diretor Espiritual da SSVP da Diocese de São Carlos, Padre Luiz Antenor Rosa Botelho.

Vicentinos, membros da Sociedade de São Vicente de Paulo estiveram presentes nesta grande celebração, além da diretoria do Conselho Metropolitano de São Carlos.

Padre Luiz Antenor será o assessor designado por Dom Paulo, para os Conselhos Centrais de Araraquara, Itápolis, Jaú e São Carlos. A área do Conselho Central de Araraquara abrange as cidades de Araraquara, Matão, Américo Brasiliense, Santa Lúcia, Rincão, Gavião Peixoto, Motuca e Nova Europa. Já a área do Conselho Central de Itápolis, é composta pelas cidades de Ibitinga, Borborema, Tabatinga e Itápolis.

Na região do Conselho Central de Jaú, serão representadas as cidades de Itajú, Itapuí, Mineiros do Tietê, Torrinha, Bariri, Barra Bonita, Bocaina, Brotas, Dois Córregos e Jaú.

O Conselho Central de São Carlos vai dar apoio a Ribeirão Bonito, Itirapina, Dourado, Ibaté, Boa Esperança do Sul, Trabiju e São Carlos.

Padre Luiz também será o assessor direto do Conselho Metropolitano de São Carlos, que além da Diocese de São Carlos, onde está sua sede administrativa, abrange outros 10 Conselhos Centrais, espalhados por outras 5 dioceses (Limeira, Piracicaba, Jaboticabal, Franca, São João da Boa Vista) e a arquidiocese de Ribeirão Preto.

Com muita alegria, Padre Luiz foi recebido pelos vicentinos que deixaram uma mensagem ao novo diretor espiritual. “Desejamos que São Vicente de Paulo e o Beato Antonio Frederico Ozanam o abençoem, inspirando em seus trabalhos para nossa querida e amada Sociedade de São Vicente de Paulo, nos colocando à disposição como parte da Igreja de Cristo para servir os Preferidos de Deus, os pobres, nossos mestres e senhores”.

O que é a Sociedade São Vicente de Paulo?

A Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP) foi fundada em 23 de Abril de 1833, por um grupo de sete jovens universitários liderados por Antonio Frederico Ozanam, estudante de Direito na Universidade de Sorbonne, em Paris, aos 20 anos de idade.

A SSVP surgiu para dar resposta às críticas que os estudantes ateus faziam aos estudantes católicos daquele tempo, dizendo: “Os cristãos não praticam o que pregam; onde estão as suas obras de caridade?”

A SSVP é uma organização católica de leigos que voluntariamente se empenham no apoio a indivíduos, famílias e grupos sociais marginalizados, através de ações variadas onde se privilegia o contato pessoal e direto e a visita domiciliar, não só com intuito de aliviar a miséria material e moral, mas também de descobrir e solucionar as suas causas.

Antonio Frederico Ozanam e os amigos começaram a procurar os pobres, para visitá-los em suas casas, levando-lhes alimentos, roupas, amizade e dedicação.

Este pequeno grupo formado por Ozanam e amigos tomou como Patrono o pai da caridade, São Vicente de Paulo que, no seu tempo, se dedicou inteiramente ao serviço dos pobres, dos infelizes e dos que não tinham fé (1581-1660).

Grupos similares começaram a surgir em Paris, depois em toda a França, se expandindo depois pelo mundo Cristão, com o objetivo de servir os mais necessitados, aliviando as suas misérias espirituais e corporais, por amor a Deus.

No Brasil, a Sociedade de São Vicente de Paulo é conhecida pelas iniciais SSVP, e está colocada sob a proteção da Bem-aventurada Virgem Maria, tal como foi proposto pelo próprio fundador, Ozanam. A Conferência São José foi a primeira unidade vicentina fundada em território brasileiro, no Rio de Janeiro, em 4 de agosto de 1872.

Os fundadores da Conferência São José foram os confrades Pedro Fortes Marcondes Jobim (médico), Antônio Secioso Moreira de Sá (advogado) e Francisco Lemos Farias Coutinho (o Conde de Aljezur), este último fundador da SSVP em Portugal que estava no Brasil a serviço da imperatriz, Dona Leopoldina. O Confrade Francisco tornou-se o primeiro presidente da Conferência São José, agregada ao Conselho Geral em 16 de novembro de 1872.

O Brasil possui hoje 300 mil vicentinos, 30 conselhos metropolitanos, 250 conselhos centrais, 2 mil conselhos particulares, 20 mil conferências, 3 mil obras unidas (hospitais, lar de idosos, creches, educandários, dispensários, vilas, centros comunitários) e 200 mil famílias assistidas. O Conselho está sediado no Rio de Janeiro.

Click e confira as fotos:
Cam

Colaboração e fotos: Luiz Botega

Deixe uma resposta