Gratidão ao Monsenhor Amador Romão

0
1043

Por Padre Robson Caramano / Sidney Prado

Faleceu às 13h15 desta segunda feira, 11 de setembro, Mons. Amador Romão na Cidade de Matão. Ainda pela manhã de hoje, (11), Dom Paulo Cezar Costa o visitou juntamente com os Vigários Gerais: Pe. Marcos Antônio Guidelli e Pe. Eduardo Malaspina e o Vigário Episcopal do Vicariato Senhor Bom Jesus, Pe. Jorge João Ap. Nahra.

Monsenhor Amador Romão, foi internado no Hospital Carlos Fernando Malzoni, na cidade de Matão, na terça-feira 08 de agosto com sinais de pneumonia. Após a realização de exames constatou pneumonia dupla.

Seu estado de saúde se agravou a partir de 10 de agosto sendo que na noite de sexta-feira, 11 de agosto, foi transferido do quarto para a Unidade de Tratamento Intensivo, Monsenhor estava sedado e com seus rins paralisados, respirando apenas por aparelhos, seu estado se agravou muito na quarta-feira, 7 de setembro, e não resistindo veio a óbito nesta segunda – feira , 11 de setembro.

O comunicado foi realizado pelo bispo da Diocese de São Carlos, Dom Paulo Cezar Costa, em nota oficial: Confira aqui

O velório e os ritos fúnebres serão realizados na Paróquia Senhor Bom Jesus no Município de Matão.

Conheça o Monsenhor Amador Romão

O Padre Amador Romão nasceu em 1º de março de 1928 em Bariri – SP. Filho dos agricultores Frederico Giovanni Ramon (in memoriam) e Luzia Sanduli Ramon (in memoriam) é o Quarto de oito irmãos.

Com 17 anos de idade ingressou no Seminário Maior de São carlos, cursou três anos de Filosofia e quatro de Teologia no Seminário Imaculada Conceição, do Ipiranga, em São Paulo.

Foi ordenado sacerdote no dia 08 de dezembro de 1953, em São Carlos, pelas mãos de Dom Ruy Serra, com 25 anos de idade.

Como padre começou seus trabalhos pastorais sendo vigário coadjutor nas cidades de Taquaritinga e Jaú.

Monsenhor dedicou mais de meio século à população matonense, São mais de 52 anos dedicados a este município, sendo pároco da Paróquia Senhor Bom Jesus no período de 12 de outubro de 1973 à 21 de janeiro de 2004, ate o presente ano exercia a função de Vigário Paroquial.

Um sacerdote que doou toda a sua vida pela salvação das almas, vivendo exemplarmente as Obras de Misericórdia espirituais e corporais.

Padre Amador, nunca deixou de visitar os doentes, levando a todos com seu jeito simples, uma palavra de apoio e fé.

Monsenhor, colaborou intensamente com a criação das paróquias Nossa Senhora Aparecida em 1982, Santa Cruz em 1986 e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em 1990.

Entre seus coroinhas foram ordenados 10 padres, 3 Bispos (Cardeal Dom Sérgio da Rocha, Arcebispo Metropolitano de Brasília-DF e presidente da CNBB, Dom Luiz Gonzaga Fechio, bispo de Amparo-SP e o saudoso Dom Bruno Gamberini, Arcebispo Metropolitano de Campinas.(falecido em agosto de 2011).

Dia 22 de março de 1977, recebeu na Matriz de Matão o Núncio Apostólico Dom Cármine Rocco, representante do Papa Paulo VI no Brasil, ocasião em que a autoridade Católica fez a entrega oficial da Carta de Agregação do 1º Serra Clube Juvenil do mundo, ao Serra Internacional. Padre Amador foi o fundador e incentivador dos jovens que trabalhavam em prol da vocação sacerdotal.

Pelos relevantes serviços prestados à comunidade matonense recebeu o título de “Cidadão Matonense”.  Em 8 de dezembro de 2003, quando de seu jubileu sacerdotal a igreja lhe outorgou o título honorífico de Monsenhor.

Conhecido como Amador Romão, no ano de 2006 mudou seu sobrenome para Amador Ramon.

No ano de 2008 resolveu entrar para o mundo da política como candidato ao cargo de vereador e foi eleito tendo cumprido seu mandato de 01/01/2009 até 31/12/2012, tendo por motivo de saúde pedido licença para tratamento médico, voltou e encerrou o mandato.

Apaixonado por futebol, o sacerdote, era um torcedor fanático pelo Palmeiras, a ponto de colocar uma camisa do time embaixo da batina durante celebração de missas.

Assim foram 63 anos e oito meses de vida dedicada ao sacerdócio, em

Em dezembro de 2013, celebrou 60 anos de Ordenação Presbiteral, Padre Amador, foi um homem integro e que confortou  os que necessitaram e do lado dos que estavam desesperados. Descanse em Paz Monsenhor Amador Romão .

Seu lema de ordenação: “Segui-me e eu vos farei pescadores de homens“ Mt 4 -19

Deixe uma resposta