Fiéis lotam igreja de Santa Edwiges no dia da padroeira

0
242

Por Sidney Prado – Assessoria de Comunicação da Diocese de São Carlos

Com informações de Juliana Dagnoni – Pascom da Paróquia Santa Edwiges de São Carlos

Milhares de fiéis devotos ocuparam a igreja de Santa Edwiges, no bairro Maria Stella Fagá, em São Carlos, nesta segunda-feira, 16,  missas celebradas, com a emoção dos que lá estiveram para pedir ou agradecer a protetora dos pobres, endividados e da família, isso tem a ver com sua história e vida de caridade.

Em São Carlos foram realizadas cinco missas em homenagem a Santa Edwiges, o nosso Bispo Diocesano, Dom Paulo Cezar Costa, presidiu uma Celebração Solene, às 19h30, que foi concelebrada pelo Padre Fabiano José Fonseca, Pároco desta comunidade.

Incansável na vida de oração e na penitência, sempre preocupada em ajudar aos mais necessitados, tanto da graça de Deus quanto de recursos materiais, a padroeira tornou-se modelo do rosto misericordioso de Cristo Jesus. Para Dom Paulo Cezar, “Santa Edwiges era uma mulher de origem nobre, mas que teve educação cristã e desde muito cedo já se destacava pela caridade. Era obediente e por diversas vezes fazia jejum”, destacou o bispo.

Em suas palavras ainda o nosso Bispo Diocesano enfatizou: “Amados e Amadas de Deus, peçamos que Santa Edwiges interceda pelas famílias, pois ela era exemplo de esposa e mãe”.

Conheça a História de Santa Edwiges

Edwiges nasceu na Bavária, Alemanha, em 1174, filha de uma família nobre. Desde pequena dava sinais de seu desapego material e zelo espiritual. Aos doze anos, casou-se com o duque da Silésia e da Polônia, Henrique I, de 18 anos. Eles tiveram sete filhos.

 Aos 20 anos, Edwiges sentiu o chamado de Jesus e, após conversar com seu marido, os dois decidiram seguir o Senhor, mantendo no casamento o voto de abstinência sexual.

 Entregando-se à piedade e à caridade, empregava grande parte dos seus ganhos para auxiliar os demais. Sabendo que muitos eram presos por causa de dívidas, passou a ir aos presídios, saldar as contas com o próprio dinheiro, libertar os encarcerados e ainda lhes arrumava um emprego.

 Ela e seu marido fundaram muitos mosteiros, entre eles o de Trebnitz, na Polônia, do qual sua filha Gertrudes se tornou abadessa.

 Henrique I construiu o Hospital da Santa Cruz em Breslau e Edwiges, um hospital para leprosos em Neumarkt, onde assistiram pessoalmente aqueles que sofrem desta doença. A santa também costumava ir à Igreja descalço na neve, mas levava os sapatos na mão para colocá-los imediatamente se encontrasse alguém.

 Viu seis de seus sete filhos falecer e também seu marido, vítima de uma doença contraída após ser mantido como prisioneiro de guerra. Quando Henrique I morreu, muitas religiosas choraram e Edwiges as confortou dizendo: “Por que se queixam da vontade de Deus? Nossas vidas estão em suas mãos e tudo que Ele faz é bem feito”.

 Santa Edwiges tomou o hábito religioso de Trebnitz, mas prometeu continuar a gerir suas ações em favor dos necessitados. Deus lhe concedeu o dom da profecia e milagres. Foi quando operou muitos milagres em enfermos.

 Ela amava muito Maria e, por isso, sempre carregava uma pequena imagem da Virgem em suas mãos. Quando morreu, em 15 de outubro de 1243, foi impossível tirar a imagem de suas mãos. Anos mais tarde, quando foram transladar seu corpo, encontraram a imagem empunhada e os dedos que a seguravam incorruptos.

 Santa Edwiges foi canonizada em 1266, pelo Papa Clemente IV.

 Por razão desta data, confira a seguir a oração à Santa Edwiges.

 Ó Santa Edwiges, Vós que na Terra fostes o amparo dos pobres, a ajuda dos desvalidos e o socorro dos endividados, no Céu agora desfrutais do eterno prêmio da caridade que em vida praticastes, suplicante Te peço que sejais a minha advogada, para que eu obtenha de Deus o auxílio que urgentemente preciso…

 (Fazer o pedido da graça que urgentemente precisa)

Santa Edwiges, protetora dos endividados, aumentai minha confiança na providência divina para que não falte o pão de cada dia, e que no final do mês não falte o necessário, para que eu possa dar aos meus familiares saúde, educação e dignidade na moradia.

 Santa Edwiges intercedei por mim para que eu consiga o equilíbrio na vida financeira e o discernimento nos negócios. Ajudai-me a superar os problemas financeiros, que eu não me iluda com o dinheiro fácil, que eu não seja conivente com a corrupção, propina. Dai equilíbrio na vida financeira.

 Alcançai-me também, Santa Edwiges, a suprema graça da salvação eterna.

 Santa Edwiges, rogai por nós!

Deixe uma resposta