Em Ibitinga João Orlando Cavalcante de Souza é ordenado Diácono Transitório

0
221

Por Assessoria de Comunicação da Diocese de São Carlos/ Fotos: Diego Bortolin

Na noite do dia (24) de novembro, o seminarista João Orlando Cavalcante de Souza recebeu o ministério do diaconato, que é considerado o primeiro grau do Sacramento da Ordem, em uma celebração que reuniu centenas de pessoas na Paróquia da Imaculada Conceição em Ibitinga. A Santa Missa foi presidida pelo nosso Bispo Diocesano, Dom Paulo Cezar Costa.

Conheça o novo Diácono Transitório 

JOÃO ORLANDO CAVALCANTE DE SOUZA, nascido no dia 26 de novembro de 1979, na cidade de Brejo Santo – Ceará, é filho de Pedro Vicente de Souza e Maria Cavalcante de Souza. A Família Cavalcante é composta de oito irmãos: quatro homens e quatro mulheres, sendo que João Orlando é o mais novo dos homens; seus irmãos são: Cícero Vanderlei, Antônio Vanderlan, José Ossean; e suas irmãs são: Cícera, Maria Socorro, Leny e Erlândia. Sua família reside na cidade de Mauriti (CE).

Recebeu o Sacramento do Batismo no dia 02 de fevereiro de 1980 pelo Revmo. Pe. Dermival Gondim na Matriz Sagrado Coração de Jesus de Brejo Santo – CE, e foi crismado aos 03 de novembro de 1996, por Ex.ma Sr. Dom Newton Holanda Gurgel, na Matriz Imaculada Conceição de Mauriti (CE).  Em 2014 ingressou no Seminário de Teologia São Carlos Borromeu, sendo admitido às Ordenas Sacras e ao ministério de leitor em 06 de dezembro de 2015, por Sua Exma. Revma. Dom Paulo Sérgio Machado (bispo emérito).

Na solenidade de São Carlos Borromeu, no dia 04 de novembro de 2016, recebeu o ministério de acólito, na Igreja Catedral, conferido por Sua Exma. Revma. Dom Paulo Cezar Costa, atual Bispo Diocesano de São Carlos. Realizou seu estágio de pastoral dois anos (2014 e 2015) na Paróquia São João Batista em São Carlos, em 2016 na Paróquia Santo Antônio em Itápolis e em 2017 na Paróquia Imaculada Conceição de Ibitinga.

João Orlando Cavalcante de Souza é Licenciado em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciência e Letras de Cajazeiras (PB). Fez Especialização em Saúde Mental pela Faculdade Integradas de Patos (PB). Graduado em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUCC.

Tendo sido aprovado pelo egrégio conselho, recebe no dia 24 de novembro o Sacramento da Ordem no seu primeiro grau, o Diaconato transitório, tendo em vista o presbiterato. O seu lema de ordenação é “… sem mim , nada podeis fazer…”(1 João 15,5).

AGRADECIMENTO

Lema Diaconal

“Sem mim, nada podeis fazer”

Jo 15, 5

O sentimento que brota do meu coração neste dia memorável não pode ser outro, senão o de gratidão. Gratidão em primeiro lugar àquele sem o qual, “nada podemos fazer” – Deus, Nosso Senhor, que assim, como não abandonou Abraão, quando disse: “Sai de tua terra, do meio de teus parentes, da casa de teu pai, e vai para a terra que eu vou te mostrar. Farei de ti uma grande nação e te abençoarei: engrandecerei o teu nome, de modo que ele se torne uma bênção”. (Gn 12, 1-3). Assim também, em nenhum momento, me senti abandonado, por ti Senhor e me concede a vida, a graça de conhecê-lo no êxodo vocacional e a possibilidade de concretizar seu Reino através de minha vocação.

Gratidão que brota do coração e se derrama nos corações dos que aqui estão rezando comigo e por mim; gratidão aos que nos acompanham ao vivo por meio da transmissão via facebook, de Mauriti, da Diocese do Crato, de outras partes do Ceará, do Recife, Novo Hamburgo (no Rio Grande do Sul), da Penha – São Paulo, as “Irmãs Filhas de São José”, e os amigos, padres e seminaristas da Arquidiocese de Assunção, que do Paraguay igualmente nos acompanham. Uma saudação afetuosa aos amigos de São Carlos, Itápolis, que aqui não puderam se fazer presentes, mas que comigo estão de coração e em comunhão de preces.

Deus é bom e o sentimento de gratidão que tenho por Ele se estende a meus pais, que me deram a vida, meus familiares. Minha mãe, a senhora Maria Cavalcante, aqui se faz presente e na sua pessoa, saúdo carinhosamente meu pai, o senhor Pedro Cavalcante, que não pôde estar aqui hoje e tantos amigos que se fizeram companheiros na jornada de minha vida e história. Ao meu Reitor Cônego Biffi. A meu bispo, Dom Paulo Cezar Costa, que sobre mim impôs não somente suas mãos e prece, mas desde o início, a sua confiança e amabilidade; gratidão, Excelência!

Sinto-me ainda mais feliz por recordar e poder ser grato aos que depositaram confiança e acreditaram em mim e em minha vocação. Não posso fazer outra coisa, que não agradecer ao estimado Dom Paulo Sérgio Machado, bispo emérito de São Carlos, que desde o início fez-se “pai”, acolheu-me, ofereceu segurança e abrindo as portas de sua então diocese, fez com que eu me sentisse em casa. Um agradecimento ao querido Pe. José Edmilson Santos, que me acolheu no seminário, foi meu reitor e permanece meu amigo e irmão.

Agradeço cordialmente aos meus diretores espirituais, Pe. José Alfeu e Pe. Carlos Alberto, que me ajudaram e ajudam no caminho de seguimento do Senhor. Gratidão e reconhecimento, ainda, ao querido amigo pe. Marcelo Vicentim que me abriu as portas não só de sua paróquia, mas também de seu grande coração. Meu sincero agradecimento e afeto se estende aos Padres Geraldo Francisco e José Roberto, que gentilmente me acolheram em suas paróquias para o estágio pastoral, tão importante para minha formação.  Minha eterna gratidão ao Pe. Anderson Cardoso que não mediu esforços para, juntamente com toda a amada comunidade desta paróquia Imaculada Conceição, organizar com empenho e dedicação esta bela expressão de fé e amor à Igreja. Ao Pe. Sérgio Leonel e à equipe de cerimoniários, equipe de Liturgia e ministério de canto, o meu “muito obrigado”!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here