Em encontro no Vaticano, papa pede a Donald Trump que seja um pacificador

0
1042

O presidente dos EUA Donald Trump e o papa Francisco se encontraram no Vaticano e conversaram em uma sala privada por cerca de 30 minutos nesta quarta-feira (24).

Após cumprimentos tensos, os dois líderes pareciam estar mais relaxados após a conversa em particular.

Francisco pediu a Trump que aja como um pacificador no mundo. “Não irei me esquecer do que você disse”, respondeu o presidente dos EUA.

O republicano presenteou Francisco com uma caixa com livros de Martin Luther King, “acho que você vai gostar deles, espero que goste”. Já o papa deu a Trump uma pequena escultura de uma oliveira e disse que aquele era um símbolo da paz.

“Espero que você se torne uma oliveira e construa a paz”, disse o papa em espanhol, através de um intérprete. “Podemos usar um pouco de paz”, respondeu Trump. O americano também recebeu e prometeu ler dois textos de Francisco sobre paz e proteção ambiental.

O presidente estava acompanhado da primeira-dama Melania Trump, de sua filha mais velha Ivanka e de outros membros da delegação do governo dos EUA.

Foi a primeira vez que Trump e o papa se encontraram.

CRÍTICAS

Em maio deste ano o papa disse “sentir vergonha da mãe de todas as bombas”, nome dado ao o explosivo mais potente do arsenal não-nuclear dos EUA, usado pelo governo Trump para atacar a Síria.

No ano passado, durante a campanha eleitoral nos EUA, Francisco criticou a proposta de Trump de construir um muro na fronteira com o México. Ele disse na época que “buscar salvadores que nos defendam com muros é perigoso”.

Fonte: DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

Deixe uma resposta