Dom Paulo Cezar preside oitavo dia da novena de Nossa Senhora Aparecida , Maria: Rainha do céu

0
351

Por Sidney Prado – Assessoria de Comunicação da Diocese de São Carlos

Com informações de João Guimarães – PASCOM Nossa Senhora Aparecida de São Carlos

Foto: Edson Sudan

Na noite da última terça-feira, 10, o nosso Bispo Dom Paulo Cezar celebrou o oitavo dia da novena de Nossa Senhora Aparecida na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, na Boa Vista em São Carlos.

Concelebrou a Santa Missa o pároco da comunidade, padre Luiz Botelho. A celebração ganhou uma importância maior por acontecer nas comemorações dos 300 anos de encontro da imagem de Nossa Senhora nas águas do Rio Paraíba e 30 anos da Paróquia, que recebe o nome da padroeira do Brasil.

Durante sua homilia, Dom Paulo fez uma associação entre o Evangelho do dia, que apresentava a história de Maria e de Marta e os três pescadores que encontraram a imagem, mostrando que em ambos os casos, a acolhida ao mistério de Deus mudou vidas.

“Os três pescadores precisavam pescar peixes para receber uma autoridade. Encontraram o corpo, depois a cabeça da imagem e apanham os peixes que precisavam. Foi o sinal de que ali Deus se manifestava. No Evangelho, Jesus vai visitar uma família e é acolhido por Maria. Os pescadores que foram visitados pela Mãe de Deus acolheram o mistério de Deus que se manifestava ali. Ali começava a devoção a Santa Mãe de Deus. Deram casa à manifestação de Deus.”

Lembrou também que no dia-a-dia podemos deixar o mistério passar despercebido em nossa vida. “Os pescadores são exemplo para nós, de gente com o coração aberto e simples, como Maria no Evangelho. De gente que acolhe o mistério e permite que Deus faça a sua obra. Acolhemos a Mãe de Deus no coração. Não adianta ir visitar a Mãe, se ela não mora ainda no nosso coração, se ele ainda não é morada dela e de Deus.”, disse Dom Paulo.

Ao final da celebração, o Padre Luiz agradeceu a presença de Dom Paulo: “Precisamos aproveitar mais o pastor que temos. Dom Paulo é um grande teólogo e filósofo. Um grande pai.” O bispo foi ainda presenteado com uma estola comemorativa dos 300 anos de encontro de Maria e 30 de paróquia.

 

Deixe uma resposta