DOM PAULO CELEBRA A NOVENA DE NOSSA SENHORA DAS DORES EM BARIRI

0
456

Por Sidney Prado – Assessoria de Comunicação da Diocese de São Carlos

Na noite desta quinta-feira (14) a Paróquia Nossa Senhora das Dores, em Bariri, recebeu com grande alegria a presença do nosso Bispo Diocesano. Dom Paulo Cezar Costa esteve na comunidade para presidir a Santa Missa dentro do encerramento da Novena de Nossa Senhora das Dores, acompanhado do pároco Padre Ériko Thiago Nogueira.

Após os ritos inicias, Dom Paulo acolheu o andor a imagem de Nossa Senhora das Dores, fez referência a vida de Maria: “Toda mãe sente as dores ao ver o filho sofrendo, só coração de mãe tem essa capacidade e Maria, aos pés da cruz, sentiu a dor de Jesus ao vê-lo crucificado. Mas mesmo assim não se afastou, ficou ao lado do filho quando todos os demais fugiram. Maria também nos dá o colo de mãe que nos conforta e nos consola”, disse.

Com a igreja lotada, devotos e paroquianos acompanharam com muita atenção as palavras de Dom Paulo que, durante a sua homilia, salientou a importância de Maria que se compadece das nossas dores assim como fez com Jesus: “Amados e amadas de Deus, celebramos hoje a festa da exaltação da Santa Cruz e aos pés da Cruz, vendo morrer Jesus, nasce a grande mãe da humanidade. É aos pés da Cruz, que a Virgem Santíssima se torna plenamente a Mãe das Dores. Maria recebe todo o entendimento sobre os sofrimentos que pairam sobre a humanidade e no instante em que Jesus a entrega ao discípulo, a nós, Ele entrega aquilo que lhe era mais caro, mais querido, Ele entrega seu tesouro. Sua própria Mãe”.

O bispo ainda ressaltou: “Cristo se manifesta no mistério do sofrimento humano, por isso sejamos presenças consoladoras àqueles que padecem na carne ou no espírito, oferecendo-lhes nossa solidariedade, conforto e amor, Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna”, finalizou.

Ao termino da celebração, Dom Paulo, recebeu um gesto de carinho da comunidade que lhe presenteou com uma cesta de frutas.

Fotos Edson Sudan

Nossa Senhora das Dores

Saiba mais sobre Nossa Senhora das Dores – 15 DE SETEMBRO

“Quero ficar junto à cruz, velar contigo a Jesus e o teu pranto enxugar!”

Assim, a Igreja reza a Maria neste dia, pois celebramos sua compaixão, piedade; suas sete dores cujo ponto mais alto se deu no momento da crucificação de Jesus. Esta devoção deve-se muito à missão dos Servitas – religiosos da Companhia de Maria Dolorosa – e sua entrada na Liturgia aconteceu pelo Papa Bento XIII.

A devoção a Nossa Senhora das Dores possui fundamentos bíblicos, pois é na Palavra de Deus que encontramos as sete dores de Maria: o velho Simeão, que profetiza a lança que transpassaria (de dor) o seu Coração Imaculado; a fuga para o Egito; a perda do Menino Jesus; a Paixão do Senhor; crucificação , morte e sepultura de Jesus Cristo.

Nós, como Igreja, não recordamos as dores de Nossa Senhora somente pelo sofrimento em si, mas sim, porque também, pelas dores oferecidas, a Santíssima Virgem participou ativamente da Redenção de Cristo. Desta forma, Maria, imagem da Igreja, está nos apontando para uma Nova Vida, que não significa ausência de sofrimentos, mas sim, oblação de si para uma civilização do Amor.

Nossa Senhora das Dores, rogai por nós!

Deixe uma resposta