Cônego Antônio Desan celebra 60 anos de Ordenação Sacerdotal

0
1143

Por Sidney Prado – Assessoria de Comunicação

Com a comunidade em festa, o Bispo da Diocese de São Carlos, Dom Paulo Cezar Costa, presidiu na quinta- feira, 29 de junho, na Paróquia Nossa Senhora das Graças, em Araraquara, a celebração em ação de graças pelos 60 anos de ordenação presbiteral do Cônego Antônio Desan.

A celebração foi concelebrada pelos padres : Celso José, pároco da comunidade, Padre Marcelo Aparecido de Souza da Paróquia Matriz São Bento, Padre Cristian Capelatto, Vigário Episcopal São Bento, e Côn Ednyr Antonio Basaglia Roveri da Paróquia Divino Espírito Santo de Itápolis , João Victor Bulle da Paróquia Nossa Senhora das Graças de Araraquara, Padre Julio Cesar Perroni da Paróquia N. Sra do Perpétuo Socorro de São Carlos, Padres José Luis Beltrame e Kécio Henrique da Catedral De São Carlos, Edvan Freire Nunes da Paróquia Nossa Senhora do Vale de Araraquara, João Francisco Trovilho Morales da Paróquia  Senhor Bom Jesus da Cana Verde de Ribeirão Bonito,  WalaceTomazini da Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus de Araraquara, Wilson Teixeira da Paróquia Divino Espirito Santo de Itápolis, Fabiano Augusto Silva da Paróquia São João Batista de Araraquara,  Joao Eudes Alves Ferreira da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Araraquara e Padres Redentoristas.

E assistiram os Diáconos Permanentes , Ulisses Abruzio,  José Salgado,João Olímpio Tognolli e Antonio Sergio Vendramin.

Nas palavras de acolhida, Dom Paulo recordou que a celebração pudesse servir de estimulo para todos. Que cada um refletisse sobre o chamado do Senhor, e perseverando na sua graça, pudesse cumprir bem a missão que cada um recebeu como servidor do Evangelho.

Confira a homilia de Dom Paulo Cezar:

Padre Celso Jose, faz uma merecida homenagem ao Jubilando de Diamante :

Um pouco da vida do Cônego Antônio Desan

Nascido em 6 de maio de 1926 na cidade de Pirajú, interior de São Paulo, filho de Paulo Desan e Maria Furlanetto, nono filho de uma família de dez irmãos.

Ele passou a sua infância na cidade de Dois Córregos, onde cursou o primário e foi nessa época, quando ainda era coroinha, que surgiu a vontade de se tornar sacerdote.

Em fevereiro de 1939, seu pai, Paulo Desan, o levou para São Paulo na casa de Dona Beatriz e lá, juntamente com mais vinte meninos de sua idade, estudaram por dois meses Matemática, Português, Latim e Religião.

Em seguida seguiu para Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, onde cursou o ginásio e o colegial na Escola Apostólica dos Padres Jesuítas. Permaneceu em Nova Friburgo de 1939 a 1954, onde cursou também Filosofia e dois anos de Magistério.

Nos anos de 1954 a 1957, cursou teologia em São Paulo no Seminário Central do Ipiranga. Sua Ordenação Sacerdotal ocorreu no dia 29 de junho de 1957 na cidade de Dois Córregos, onde moravam seus pais.

Após a Ordenação partiu em viagem de formatura para visitar Roma, Assis, Nápoles e Cássia. Ao retornar da Europa, o Bispo Dom Rui Serra o designou para ser professor no Seminário de São Carlos durante o período de 1958 até 1965.

Depois disso iniciou definitivamente seu trabalho paroquial:
De 1967 a 1970 -Vigário de Reginópolis, interior de SP, na paróquia Nossa Senhora dos Anjos
De 1971 a 1973 – Coadjutor da paróquia São Judas Tadeu em São Caetano do Sul e professor na Faculdade de Filosofia, Ciência e Letras de São Caetano do Sul.
De 1974 a 1978 – Vigário de Ribeirão Bonito, na paróquia Bom Jesus da Cana Verde.
De 1979 a 1980 – Coadjutor na Catedral e na Vila Isabel, em São Carlos
De 1981 a 1982 – Vigário de Boa Esperança do Sul, na paróquia São Sebastião
De 1983 a 1986 – Vigário da paróquia São João Batista, em Dourado
De 1987 até hoje – Vigário da Paróquia de Nossa Senhora das Graças em Araraquara.

Foto e contribuição de informação : Silvia Ferraz

Deixe uma resposta