Comunidade Católica de Trabiju celebra dia de São Benedito

0
178

Por Sidney Prado – Assessoria de Comunicação da Diocese de São Carlos

Com informações de William Ademir Letice – PASCOM da Paróquia Sant ‘ Ana e São Benedito de Trabiju

No último dia 06 de outubro, nosso Bispo Diocesano, Dom Paulo Cezar Costa, esteve em Trabiju para presidir a Solenidade de São Benedito, padroeiro da Paróquia juntamente com Santa Ana.

Dom Paulo foi acolhido calorosamente pelo Padre Diogo Amaro da Silva – Administrador Paroquial e pela comunidade que se fez presente ocupando toda a Igreja Matriz, o que vem acontecendo também em todas as Missas de preceito, sendo necessário, por muitas vezes, dispor de assentos extras para acomodar a todos.

Durante sua homilia, Dom Paulo fez uma catequese sobre a vida de São Benedito, homem humilde que se santificou nos trabalhos simples de um convento onde, mesmo chegando a ser superior deste convento, manteve sempre sua humildade e simplicidade. Ao final de sua vida, São Benedito retorna aos trabalhos simples na cozinha e nas demais atividades do dia a dia do convento.

Dom Paulo Cezar, refletiu ainda sobre o caminho para a santidade: “podemos nos santificar através de coisas simples e humildes do dia a dia. Seguindo Jesus Cristo e vivendo como discípulos Dele. Quando nos doamos com totalidade e beleza nas coisas simples da vida, por amor a Jesus Cristo, ao seu Evangelho e ao Reino de Deus, nós vamos nos santificando e sendo testemunhas de Jesus Cristo.”

O bispo refletiu também sobre o Evangelho do dia (Lc 10, 13-16), onde Jesus condena o fechamento do coração e a insensibilidade. Pois quando estamos com coração fechado, não conseguimos perceber os sinais de Deus e não estamos abertos ao Seu amor. “Hoje o grande perigo de nossa vida pode ser esta insensibilidade diante da palavra e do amor de Jesus”.

Em sua fala ainda destacou a leitura do dia (Br 1, 15-22): “Quem acolhe o discípulo é a Jesus que acolhe. Jesus fala através da palavra do Bispo, Padres e da doação alegre da comunidade quando testemunha sua palavra. Jesus continua a anunciar o seu evangelho, ainda hoje, através de nós. Jesus continua realizando a sua obra. Nós podemos acolher ou rejeitar Jesus. Podemos rejeita-lo quando não acolhemos sua palavra, quando debochamos Dele, quando através de tantos gestos manifestamos a rejeição ao enviado de Jesus e podemos acolhe-lo quando participamos da vida da comunidade e o levamos até as demais pessoas que estão distantes, sendo missionários da sua Palavra.”

Quando celebramos São Benedito, celebramos alguém que, no seu tempo, se colocou à disposição para que a obra de Deus fosse realizada. É um grande exemplo para nós que, nos colocando à disposição de Deus, Ele realiza sua obra. São Benedito é santo na sua humildade. “Se você se doa com beleza, por amor a Jesus Cristo, você pode ser santo”, enfatizou o bispo.

Dom Paulo refletiu ainda sobre a santidade na família e na comunidade: “Nos santificamos nas coisas simples do dia a dia: a dona de casa se doando com alegria, o pai de família se doando e buscando ser o dom da vida da família, os filhos vivendo bem como filhos, e todos nós dando um testemunho bonito de Jesus Cristo através da nossa forma de ser. A primeira forma de anunciar a Jesus Cristo é o nosso testemunho simples, alegre, bonito e que todo mundo pode dar: um sorriso, por amor a Jesus Cristo, já é evangelizar. Um copo de água que te pedem e você faz sorrindo você já está evangelizando, a paz com os vizinhos é evangelização.”

Falando ainda sobre uma Igreja Missionária e Evangelizadora, o bispo, recordou as palavras do Papa Francisco que fala sobre uma Igreja em Saída, evangelizadora, missionária, onde cada católico tem a consciência que tem que falar de Jesus Cristo, através de gestos simples, de um sorriso, do convite às pessoas mais afastadas da vida paroquial.

Dom Paulo fala também sobre os meios de comunicação e de formação disponíveis hoje e que podem nos servir de canais de evangelização – a televisão, internet e a formação pelas próprias paróquias, para que possamos crescer na fé e nos doarmos com mais beleza, dando nosso testemunho com mais beleza.

300 do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida

O bispo falou sobre os 300 anos da aparição da Imagem de Nossa Senhora Aparecida onde, no início de Aparecida, estavam pessoas simples, pobres pescadores que pescaram o corpo e a cabeça da imagem, que conseguiram pescar os peixes que precisavam como sendo um sinal de Deus que aquela imagem era a imagem da mãe Dele – Maria. E que começaram, então, uma devoção a Nossa Senhora. Gente pobre e simples que começou a rezar perto da imagem, reunindo os vizinhos e seus milagres começaram a acontecer.

As coisas de Deus as vezes tem um início simples e humilde, mas quando acolhemos estas coisas, nós temos as coisas grandes. Ninguém deve desprezar-se. Todos somos filhos amados e amadas por Deus, dando nosso melhor através do nosso testemunho e do anúncio da palavra de Deus através da nossa boca. Testemunhando através das nossas atitudes e nossas palavras.

Durante a Ladainha de São Benedito, Dom Paulo incensou a imagem de São Benedito solenemente e ao final da celebração, a comunidade o entregou um presente, como gesto simples do carinho e acolhida ao anunciador do Evangelho de Jesus Cristo. Seguindo realizou a benção do Bolo de São Benedito que foi partilhado com a comunidade presente.

A paróquia esteve em festa de 01 à 12 de outubro, comemorando também a Padroeira do Brasil – Nossa Senhora Aparecida e o encerramento do ano mariano.

Esta é a segunda vez em pouco tempo que Dom Paulo esteve presidindo em Trabiju, anteriormente esteve presente na Posse Canônica do Padre Diogo Amaro da Silva, em 08 de Setembro.

Fotos : PASCOM da Paróquia Sant ‘ Ana e São Benedito de Trabiju

 

 

 

Deixe uma resposta