Comunidade Católica de Ibaté celebra Santa Terezinha do Menino Jesus

0
279

Por Sidney Prado – Assessoria de Comunicação da Diocese de São Carlos

A noite deste domingo (01) foi marcada por momentos de muita emoção para comunidade católica Ibateense. O nosso Bispo Diocesano, Dom Paulo Cezar Costa, esteve na Comunidade de Santa Terezinha do Menino Jesus, que pertence à Paróquia de São João Evangelista, em Ibaté para festejar o dia da padroeira.

Dom Paulo foi acolhido com muita alegria pelos fiéis: essa foi primeira vez que o Bispo visita a Comunidade de Santa Terezinha. Uma missa campal foi presidida por Dom Paulo e concelebrada pelo Vigário Judicial e Pároco da Matriz de Ibaté Padre Dr. José Edmilson Santos.

Na abertura da Celebração, Dom Paulo fez referência a Santa Terezinha: “Terezinha ensina a teologia profunda da simplicidade: a pequena via. Um caminho de santidade baseado nas pequenas coisas, nos pequenos atos do cotidiano que, quando feitos com amor, produzem frutos de santidade. para mim é sempre uma alegria imensa poder celebrar os nossos padroeiros, e é com muita gratidão a Deus que aqui estou, para esse dia festivo, esse tempo de renovação eclesial e esse tempo que a paroquia se uniu para celebrar a graça do amor de Deus, que se fez presente na vida de Santa Terezinha”, disse Dom Paulo  ao dar as boas-vindas à comunidade no início da celebração.

Durante a homilia, o Bispo lembrou um pouco da caminhada de Santa Terezinha, uma santa que mesmo sem sair do convento, se tornou padroeira dos missionários. “Estamos iniciando o mês de outubro, conhecido no Brasil por ser um mês dedicado a Nossa Senhora Aparecida, nestes seus 300 anos de sua aparição no Rio Paraíba do Sul, junto a este comemoração iniciamos o mês missionário e, Santa Terezinha nos ensina que todo gesto de amor, carinho, de dedicação vale muito aos olhos de Deus e são essas pequenas ações que transforma o mundo e que torna o cristão em missionário, essa é a missão que ela nos deixou”, comentou.

E destacando a passagem do evangelho deste domingo disse: “Quando nossas obras e nossos trabalhos testemunham o amor de Deus que está em nós, deixamo-nos convencer e converter, pois, de fato, a Palavra de Deus cai em nosso coração e produzimos frutos, Terezinha fez isso muito bem, mesmo passando por turbulências e dificuldades, ela nunca deixou de amar e seguir a Deus. Foi uma santa que morreu muito jovem, mas que tinha um coração enorme e com sua forte oração e intercessão, tornou-se padroeira de todos os missionários”, concluiu.

Ao termino da celebração a comunidade presenteou Dom Paulo, com uma cesta com produtos variados para café e aperitivos. Logo após o bispo se reuniu com alguns jovens da comunidade.

Conheça a história de Santa Terezinha

O mais profundo desejo do coração de Terezinha era ter sido missionária, “desde a criação do mundo até a consumação dos séculos”. Sua vida nos deixou como proposta, selada na autobiografia, “História de uma alma” e, como intercessora dos missionários sacerdotes e pecadores que não conheciam a Jesus, continua ainda hoje, vivendo o Céu, fazendo o bem aos da terra.

Após sua morte, aconteceu a publicação de seus escritos. A chuva de rosas, de milagres e de graças de todo o gênero.

A beatificação em 1923, a canonização em 1925 e declarada “Patrona Universal das Missões Católicas” em 1927, atos do Papa Pio XI. Em 19 de outubro de 1997, o Papa João Paulo II proclamou Santa Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face doutora da Igreja.

Santa Terezinha do Menino Jesus, rogai por nós!

Foto  Lucélia Garbo – PASCOM São João Evangelista

 

 

Deixe uma resposta