Casa de Emaús em Araraquara será administrada pela Diocese de São Carlos

2
1666
Capela interna “Casa de Emaús” que também passará por reformas

Em Assembléia Geral Extraordinária, o Cursilho de Cristandade de Araraquara decidiu transferir para a Mitra Diocesana de São Carlos a área e o prédio onde está construída a “Casa de Emaús”. Na escritura irá constar, com o consentimento de Dom Paulo Sérgio Machado, aliás, não só com o consentimento mas com a sugestão de Dom Paulo, de que o Cursilho de Cristandade de Araraquara terá direito ao uso do prédio, sem ônus para o Cursilho, seis vezes ao ano, para a realização de suas Assembléias. Também será reservada uma sala para se guardar o material do Cursilho.

Dom Paulo agradece, em nome da Diocese, a todos os Cursilhistas de Araraquara, na pessoa de seu Presidente,o senhor Carlos Alberto Casonato, pelo elevado senso de pertença à Igreja, colocando, para o serviço de todas as Pastorais e Movimentos aquela propriedade do Cursilho. A referida casa passará por uma ampla reforma e será utilizada para os Retiros do Clero e para a utilização por parte das Pastorais e Movimentos.

O nome da Casa será preservado: “Casa de Emaús”, pelo que ele significa: o encontro de Jesus com os discípulos de Emaús, por sinal, uma das mais belas narrações da manifestação do Ressuscitado. Obrigado, mais uma vez, ao Movimento de Cursilhos pela sua visão de Igreja e pelo gesto de desprendimento.

2 COMENTÁRIOS

  1. Otima noticia para quem participou de varios eventos na Casa de Emaús!!!!

Deixe uma resposta