Ângelus: a lei do amor está escrita no coração do homem, diz Papa Francisco

0
643

“Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”: o mandamento de Jesus inspirou as palavras que Francisco pronunciou antes de rezar a oração do Ângelus com os fiéis e peregrinos na Praça S. Pedro.

O Evangelho deste domingo (10/05) nos leva ao Cenáculo, onde Jesus se dirige aos discípulos durante a Última Ceia, acrescentando que “ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos”.

Essas palavras resumem toda a mensagem de Jesus, explicou o Papa, tudo o que Ele fez: deu a vida por seus amigos que, no momento crucial, o abandonaram, traíram e renegaram. “Isso nos diz que Ele nos ama mesmo que não mereçamos o seu amor: assim Jesus nos ama!”

Deste modo, acrescentou, Jesus nos mostra o caminho para segui-lo, o caminho do amor. “O seu mandamento não é um simples preceito, mas é novo porque Ele por primeiro o realizou, lhe deu carne, e assim a lei do amor está escrita uma vez por todas no coração do homem.”

Indicando o caminho do amor, Cristo nos convida a sair de nós mesmos para ir em direção aos outros. “Jesus nos mostrou que o amor de Deus se aplica no amor ao próximo. Todos os dois caminham juntos. As páginas do Evangelho estão repletas deste amor: adultos e crianças, cultos e iletrados, ricos e pobres, justos e pecadores foram acolhidos no coração de Cristo.”

Portanto, esta Palavra do Senhor nos ensina a amarmo-nos uns aos outros mesmo que haja divergências, diferenças, pois é justamente ali que se vê o amor cristão – amor que nos leva a realizar pequenos e grandes gestos que Francisco assim explicou:

“Gestos de atenção a um idoso, a uma criança, a um doente, a uma pessoa só e em dificuldade, sem casa, sem trabalho, imigrada, refugiada… Nesses gestos, se manifesta o amor de Cristo”, concluiu.

Deixe uma resposta